Comportamento de substituição

Para eliminar qualquer problema de comportamento, o passo essencial é ensinar e reforçar a maneira apropriada de se acessar aquilo que se deseja. E, mesmo que você saiba exatamente o que a criança quer, evitando que ela tenha “aquele” comportamento inadequado, saiba: a comunicação é a melhor forma, inclusive a mais fácil, de acessar reforçadores. É muito importante nos certificarmos que estamos dando o máximo para substituir comportamentos inadequados por maneiras de se comunicar funcionais.

O comportamento-problema não resulta em uma forma saudável de comunicação, gerando estresse e inadequação social. Por outro lado, quando o comportamento de substituição (comunicativo) resulta em reforço, seu aluno/filho não terá mais necessidade do comportamento-problema. Além disso, ensinar e reforçar um comportamento de substituição tornará a sua intervenção bem sucedida mais rapidamente.

Tais comportamentos-problema possivelmente, no passado, resultou em algo incrível; ou seja, foi reforçado pela atenção, evitou uma tarefa de trabalho, escapou de uma demanda ou ganhou acesso a um item. Uma vez que você trabalha na remoção dessa conseqüência ( ou seja, com o comportamento-problema a criança não irá mais obter nada), em paralelo, você precisa substituí-lo pois, você não removeu a vontade desse reforçador.

A criança ainda quer atenção ou uma pausa no trabalho, etc, então, agora, você precisa dar-lhes uma maneira apropriada de obter esse mesmo resultado – usando o comportamento de substituição!

Toda vez que o comportamento de substituição ocorre – lembre-se de reforçar exageradamente. Se você sentir que está fornecendo muito reforço, você provavelmente estará no caminho certo. Muito é o melhor, nesse caso. Mas não se preocupe: você poderá esvanecer tanto reforço mais tarde, a medida em que tal comportamento adequado for se instalando.

Você quer mostrar ao seu aluno/filho que este comportamento de substituição incrível que você ensinou, é imensa e surpreendentemente melhor do que o comportamento problemático que ele costumava se engajar para ter acesso aos reforços.

Um comportamento de substituição pode ser qualquer tipo de comportamento positivo e apropriado que você ensina a seu aluno/filho, que dará acesso ao reforço, no lugar de comportamentos inadequados.

“O comportamento de substituição deve ser mais fácil e mais eficaz do que o comportamento problema!”

Pense em ajudas visuais, cartões de sinalização e scripts simples para ajudar a fazer com que o comportamento de substituição seja algo que seu filho pode prontamente fazer! Assim, logo ele “economizará” sua própria energia escolhendo por si só essa nova forma de dizer “eu quero” ou “eu não quero isso…”

 

Veja o texto original, em inglês, aqui: http://theautismhelper.com/all-about-the-replacement-behavior/

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *