Não conseguir X Não querer

Hoje selecionamos um material para traduzir para vocês! O texto fala sobre a diferença entre o nosso aluno não conseguir realizar uma tarefa e não querer realizar uma tarefa. Qual será a diferença? Confere abaixo!

As vezes podemos esquecer, mas é importante lembrar que todo comportamento é comunicação. Todo comportamento está nos dizendo algo e, se pudermos descobrir o que é, teremos uma chance muito melhor de saber como diminuí-lo. Ao olhar para comportamentos inadequados que possivelmente são mantidos por fuga e/ou esquiva, uma questão útil pode ser perguntar a si mesmo: esse aluno não consegue fazer a tarefa ou esse aluno não quer fazer a tarefa? Existe uma diferença significativa nesses tipos de comportamentos.

“Não conseguir”

“Não conseguir” não significa apenas que o programa é muito difícil. Algo sobre o meio ambiente, as demandas verbais ou os eventos internos podem estar causando que a tarefa seja muito difícil. O aluno pode estar distraído e incapaz de se concentrar. O aluno pode não se sentir bem ou cansado demais ou com fome. Todos esses componentes podem fazer com que o aluno “não consiga” realizar a tarefa. Eu posso completar uma página de problemas de matemática de forma rápida e fácil em uma sala silenciosa, mas seria muito mais difícil completar esses mesmos problemas de matemática enquanto o alarme de incêndio estiver tocando e eu tiver uma enxaqueca. Lembre-se de como as experiências sensoriais dos nossos alunos podem aumentar ou diminuir os eventos ambientais. Portanto, certifique-se de considerar toda a situação.

 

“Não querer”

Se você acha que seu aluno sempre irá realizar a tarefa só porque ele está usando algum tipo de economia de ficha ou por que está utilizando algum esquema de reforço, pense mais um pouco. Lembre-se de que os reforçadores mudam. É igual quando uma nova música sai e você escuta sem parar. Depois de duas semanas ouvindo aquela música repetidamente, você enjoa da música. Nossos alunos são da mesma maneira, o mesmo aplicativo do iPad, a mesma mola ou o mesmo chocolate pode não estar funcionando como um reforçador. Então, pode estar na hora de fazer algumas avaliações de preferências.

 

Confere o texto original em inglês aqui: http://theautismhelper.com/cant-wont-approaching-problem-behaviors-systematically/

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *